Blog / Publicação Digital / TRE-RS cria e-mail e WhatsApp para esclarecer denúncias de fake news

TRE-RS cria e-mail e WhatsApp para esclarecer denúncias de fake news

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) está mobilizado contra o compartilhamento de informações falsas durante as eleições de 2020. Para auxiliar a população, o órgão lançou dois canais para denúncias de suspeitas de fake news, um por e-mail e outro por WhatsApp. 

A iniciativa é da Comissão de Enfrentamento à Desinformação do TRE-RS. O atendimento é realizado no mesmo horário de funcionamento da Justiça Eleitoral, de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h. O conteúdo para checagem pode ser enviado ao endereço de e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp para (51) 98463-9692. 

Outras iniciativas têm sidos realizadas pela Comissão para evitar o compartilhamento de notícias falsas através das redes sociais e dos aplicativos de mensagens. Outros detalhes podem ser conferidos no site www.tre-rs.jus.br/oficial, clicando no banner de Enfrentamento à Desinformação. 

TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também está engajado na luta contra as fake news e ganhou novos parceiros. Mais de 50 entidades, entre públicas e privadas, aderiram ao ‘Programa de Enfrentamento à Desinformação’.

Além disso, foi criada a ‘Coalizão para Checagem – Eleições 2020’. Neste projeto, ao menos nove agências de checagem analisam as informações e as publicam na página ‘Fato ou Boato’.

Facebook, WhatsApp, Twitter, Tik Tok e Instagram são algumas das redes sociais que estão trabalhando em conjunto com o órgão. Confira como elas auxiliarão: O WhatsApp criou um formulário para que o eleitor possa denunciar contas suspeitas de enviar disparos em massa e também desenvolveu uma plataforma para incentivar a circulação de informações verídicas pelo (61) 9637-1078.

O Tik Tok afirmou que terá uma página para divulgar de informações confiáveis nas eleições deste ano. Além disso, a plataforma pretende capacitar a equipe de Comunicação do TSE para usar o aplicativo.

O Facebook criou uma ferramenta para divulgar mensagens sobre o pleito e  e protocolos contra a Covid-19.

O Twitter se prontificou a notificar com acesso à página do órgão toda vez que um usuário pesquisar sobre a eleição.

O Google, decidiu destacar o termo ‘como votar’ no topo das pesquisas em torno do pleito, levando o usuário a uma página da Justiça Eleitoral.

Fonte: Coletiva.net

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!