Blog / Mundo Maven / Presidente da República inclui imprensa entre os serviços que não devem parar durante crise do Coronavírus no Brasil

Presidente da República inclui imprensa entre os serviços que não devem parar durante crise do Coronavírus no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou no último domingo (22) um decreto em que inclui a imprensa entre os serviços essenciais que não devem ser interrompidos no país durante o período de combate ao novo coronavírus. O decreto tem força de lei e passou a valer imediatamente.

“São considerados essenciais às atividades e os serviços relacionados à imprensa, por todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, dentre outros”, diz o decreto.

O texto também diz que, durante a pandemia, deve ser resguardado o “o exercício pleno e o funcionamento das atividades e dos serviços relacionados à imprensa, considerados essenciais no fornecimento de informações à população, e dar efetividade ao princípio constitucional da publicidade em relação aos atos praticados pelo Estado”.

“A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição”, registra o decreto.


O decreto do domingo é complementar ao que foi editado por Bolsonaro na noite de sexta-feira (20), quando definiu quais serviços públicos e atividades essenciais são consideradas indispensáveis ao atendimento da população durante a pandemia.

Muitos jornais precisaram reduzir sua produção física ou mesmo paralisá-las durante a pandemia, estes optaram por migrar para o digital onde a informação chega de forma mais efetiva e as edições podem ser feitas de forma remota, devido ao fato de que muitos aderiram ao sistema de home office. 

O papel da imprensa é indispensável para a disseminação das informações, orientações e também sobre as atualizações do que acontece no mundo diante da pandemia que enfrentamos. 

A Maven firma mais uma vez o apoio a imprensa e aos jornais que têm interesse de migrar para o digital, mantendo assim a população bem informada através de fontes confiáveis e com credibilidade. 

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *