Blog / Jornal e Revista Digital / Plataformas de jornalismo: 3 grandes desafios e como se adaptar
Os desafios das Plataformas de Jornalismo

Plataformas de jornalismo: 3 grandes desafios e como se adaptar

A ascensão da internet fez com que muitas atividades e profissões precisassem ser modificadas, entre elas as relacionadas ao jornalismo. Afinal, as novas plataformas de jornalismo geraram alterações nas redações e aqueles profissionais que já tinham anos de estrada e eram acostumados ao antigo modelo de trabalho, precisaram se readaptar.

Até pouco tempo atrás, por exemplo, um jornalista que trabalhava em um jornal impresso precisava ter apenas boas habilidades de escrita, não sendo necessário treinar a sua desenvoltura em frente às câmeras. Hoje, com a publicação de notícias na internet e a possibilidade de conduzir entrevistas em vídeo ou reportagens em tempo real nas redes sociais, essa realidade mudou.

Além disso, outras dificuldades surgiram para os profissionais da comunicação habituados com os modelos de trabalho analógicos. Para que você saiba como lidar com essa situação, principalmente quando se trata das plataformas de jornalismo, listamos alguns dos principais desafios, apresentando dicas e soluções para lidar com cada um deles. Confira, a seguir!

Convergência midiática

Antes do “boom” na internet, era comum que as faculdades de jornalismo tivessem em suas grades curriculares disciplinas específicas para cada área de atuação do profissional. Durante o curso, o estudante tinha contato com o jornalismo escrito, com o rádio, com a televisão etc.

A partir dessas experiências, o profissional escolhia uma área que mais se identificasse para atuar e, assim, trilhava o seu futuro profissional. Mas hoje as coisas não funcionam mais assim.

Agora, as mídias atuam em convergência e as plataformas de jornalismo permitem a divulgação não apenas de conteúdos textuais, mas também de áudio e vídeo, de modo que os profissionais precisam ser multifacetados e saber atuar e produzir conteúdos em todas as modalidades.

Layouts prontos na internet

Migrar do papel para o digital é algo que não é mais uma opção, mas uma obrigação para qualquer veículo comunicacional que quiser se manter em atividade. Por esse motivo, é muito comum que alguns jornais optem por criar sites ou aplicativos em plataformas gratuitas.

Essas plataformas até podem parecer úteis em um primeiro momento, mas com o passar do tempo, no dia a dia de trabalho na redação, é comum que os jornalistas comecem a identificar as suas limitações.

Muitas plataformas não permitem a incorporação de imagens no decorrer do texto, por exemplo, ou a inclusão de vídeos publicados em sites como o YouTube, além da integração com redes sociais, a troca e inclusão de novos banners de publicidade etc.

Por esse motivo, recomenda-se que você tenha uma plataforma personalizada, desenvolvida por uma equipe capacitada, especialista no assunto e que possa apresentar uma solução prática e única, que atenda as suas necessidades.

Sites responsivos

Outro ponto que precisa ser levado em consideração são os sites responsivos, ou seja, aqueles que se adaptam ao formato da tela em que são acessados.

Desse modo, ao ter um portal de notícias responsivo, os leitores que utilizarem o celular ou tablet para ler o seu conteúdo terão uma experiência agradável, sem ter que ampliar o tamanho do texto com o touchscreen, por exemplo.

Essa é uma preocupação importante e que deve ser levada em consideração, pois cada vez mais as pessoas estão utilizando os dispositivos móveis para acessar conteúdo jornalístico.

Agora que você já sabe quais os principais desafios que envolvem uma plataforma de jornalismo, basta adotar medidas para superá-los e, assim, garantir o sucesso do seu negócio.

Quer receber mais conteúdos interessantes como este em seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter! Temos certeza de que nossas informações serão úteis para você!

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!