Blog / Mundo Maven / Jornalismo em vídeos curtos: tendência ou realidade?

Jornalismo em vídeos curtos: tendência ou realidade?

Uma das principais novidades que as mídias digitais trouxeram para o jornalismo é a produção de conteúdo em vídeo. Se antigamente apenas as emissoras de televisão apostavam nesse formato, atualmente, rádios, jornais e portais de notícias também utilizam os vídeos para noticiar.

Quem visita com frequência as redes sociais, os sites ou páginas de jornais brasileiros na internet já deve ter notado como tem sido grande o uso de vídeos. Entre fotógrafos de jornais cresce a busca por treinamentos e cursos com filmadoras digitais e no site  DigitalJournalism, os cursos sobre vídeo já tem mais alunos trabalhando na mídia impressa do que no cinema e TV.

Grandes jornais como o The New York Times publica diariamente uma seção de vídeos jornalísticos com até quatro reportagens produzidas por seus repórteres e cronistas. Além disso, o Times tem um blog chamado Medium, especializado em vídeos online. O jornal The Washington Post tem uma seção chamada Voices On com uma coleção de entrevistas feitas com personalidades das mais diversas áreas. 

No Brasil os jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, publicam pelo menos dois vídeos em cada uma das suas edições online, nos confirmando que esse formato de jornalismo deixou de ser uma exclusividade da televisão. Outro exemplo é o portal G1, do conglomerado Globo, o portal possui farta cobertura em vídeos digitais, mas isto não é nenhuma surpresa. 

O futuro da produção de vídeos jornalísticos

A transformação digital afetou seriamente as empresas de jornalismo. As notícias estão sendo produzidas e consumidas de forma diferente e todos os jornalistas precisam de estar atentos às novas necessidades do mercado. 

As notícias já não são produzidas como antigamente em que na página apenas continha textos longos com poucas imagens, isto é, atualmente entre o texto existem fotos, vídeos, infográficos, tabelas, podcasts, gifs e muitos outros recursos visuais.

O objetivo passa mais por entreter o leitor e melhorar o visual de cada notícia. O texto é cada vez mais curto, mas contém a mesma credibilidade e não altera o sentido e importância da notícia. 

O crescimento das reportagens em vídeo produzidas por jornalistas provenientes da mídia impressa é causa e consequência do fenômeno da convergência digital multimídia, o processo onde os formatos texto, audiovisual e interativo se integram usando a Web como plataforma tecnológica.

A diferença entre o vídeo digital e a televisão está no formato da narrativa. Enquanto a TV é linear e dá preferência a vídeos mais curtos, nas filmagens para sites da Web a estrutura ideal para contar uma história é a não-linear, ou seja, formada por blocos de conteúdos informativos que o navegador organiza segundo seus interesses. Por outro lado, a duração do vídeo online pode variar muito, e isso depende da história e da narrativa.

A migração de repórteres para o videojornalismo não é um acaso. Esse crescimento na visualização de vídeos é visto desde 2008 quando 10 bilhões de vídeos foram acessados na internet, segundo a empresa ComScore. 

Se você busca uma plataforma onde pode explorar não apenas a publicação de notícias tendo seu próprio portal e ainda fazer a publicação de vídeos jornalísticos, a Maven tem a solução perfeita para você. Com o Maven GAZ é possível gerenciar todos os seus conteúdos numa única plataforma, pensada para Portais de Notícias e que está integrada a lógica de comunicação da atualidade e as exigências de um conteúdo multiplataforma. Ou seja, você pode publicar conteúdo em qualquer plataforma e em qualquer tela, e ainda  utilizar a mesma plataforma para gerenciar notícias, aplicativo mobile e publicidade.

Gostou desse conteúdo? Se sim, comenta o que achou aqui ou deixe sua sugestão de pauta, e se quiser continuar se mantendo atualizado sobre o mercado e quiser receber notícias, dicas e conteúdos que vão agregar à sua empresa siga a Maven nas redes sociais, nós estamos no Instagram e no Linkedin. Ou se preferir receber todas nossas atualizações diretamente no seu e-mail, se inscreva na nossa Newsletter! 

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *