Blog / Jornal e Revista Digital / Digital News Report 2018: relatório aponta melhoras para jornais
Digital News Report 2018: relatório aponta melhoras para jornais

Digital News Report 2018: relatório aponta melhoras para jornais

Esperança. É essa a palavra que pesquisadora dra. Merja Myllylahti utilizou para destacar os resultados do Relatório de Notícias de 2018 (Digital News Report 2018) feito pelo Reuters Institute for the Study of Journalism no seu artigo para a International News Media Association (INMA).

A palavra esperança foi escolhida pois, de fato, vivemos dentro do jornalismo um momento de mudanças. O digital está cada vez mais forte e ganhando cada vez mais adeptos. Ao mesmo tempo, temos um crescimento no número de assinantes de jornais digitais. Algo que, até então, era tido como a maior fraqueza quando se falava em “jornal digital”. Muitos acreditavam que a notícia no mundo digital não conseguiria ser vendida, já que estaria a um clique de distância disponibilizada de forma gratuita em algum outro site.

“A mudança está no ar, com várias empresas de distribuição de notícias mudando seus modelos de negócio e investindo em conteúdo de melhor qualidade e com ênfase no pagamento do leitor,” apontou o relatório de 2018, feito pelo grupo Reuters Institute.

O aumento de assinantes pagantes no mundo digital tem sido um dos assuntos mais comentados no mundo jornalístico. O aumento se tornou assunto de estudo na área de pesquisas. Os estudos apontam os perfis dos assinantes pagantes e não pagantes e qual o tipo de notícias que estes grupos consomem dentro do ambiente digital.

O relatório feito pelo grupo Reuters Institute apontou que além de o número de assinantes digitais pagantes ter aumentado, esses mesmos assinantes têm intenção de pelo menos nos próximos 12 meses continuar pagando pelo conteúdo recebido. Ou seja, além do crescimento de assinaturas pagas no mundo digital, temos também a fidelização destes assinantes com as suas publicações. Isso é de de suma importância para a estabilidade da indústria de notícias.

Veja alguns números levantados pelo relatório anual feito pelo Reuters Institute:

Nos Estados Unidos, cerca de 16% dos leitores tem pago por assinaturas digitais. Na Austrália esse número cresce para 20%. Na Alemanha são 11%. No Reino Unido, 7%. Na Noruega 30% dos leitores pagam por suas assinaturas. Na Finlândia a porcentagem de pagantes é de 18%. E na Suécia, 26%. Entre os 37 países analisados, o Brasil está em quarto lugar no ranking da audiência que paga para consumir conteúdo digital.

A (INMA) tem apontado em seus artigos os países escandinavos como “Um padrão ouro de assinaturas digitais”.

Voltando ao relatório da Reuters, vemos uma informação particularmente interessante. Ele observa que dois terços das pessoas não sabem que os jornais estão lutando para ganhar dinheiro com notícias digitais. Mesmo assim, vemos um constante crescimento no número de assinantes pagantes. E aos não pagantes foi feita uma pergunta: “Vocês considerariam pagar pelo recebimento de notícias se soubessem que o pagamento cobriria os custos das agências de notícias?”. Eis que 20% dos entrevistados responderam que futuramente concordariam com o pagamento.

Parece que no final das contas, a crise no setor de mídias de notícia e todo aquele medo de o jornal “acabar” era apenas a necessidade de atualizar a forma de entregar notícias. Bem-vindos ao mundo do jornal digital e informamos: Ele está em crescimento!

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!