Blog / Publicação Digital / Cultura data driven: veja o que é e como usá-la na produção de conteúdo

Cultura data driven: veja o que é e como usá-la na produção de conteúdo

Investir na cultura data drive significa instituir uma série de mudanças na empresa para basear a implementação de recursos, a forma de planejamento e a tomada de decisão em estudos e análises de dados. Com essa mentalidade, os processos de gestão conseguem ser mais produtivos e eficientes em termos administrativos, o que faz toda a diferença para o sucesso de qualquer tipo de negócio no mercado de serviços.

Seguindo essa ideia, ferramentas como Big Data e Business Analytics possibilitam ao empreendimento aumentar, de modo significativo, a taxa de acerto da empresa em todas as suas atividades. Mesmo com tanta importância, muitos gestores ainda não têm conhecimento sobre a necessidade dessa estratégia e acabam perdendo produtividade em seu negócio.

Para ajudar nessa questão, preparamos este artigo dispondo das principais informações sobre o que é a cultura data driven e como usá-la na produção de conteúdo. Continue a leitura e fique por dentro!

O que é cultura data driven?

O termo data driven, na tradução para o português, significa orientado por dados. Com esse conceito, podemos perceber que essa expressão revela a preferência de ter dados reais como base para a tomada de decisão e não a experiência pessoal ou o fundamento por intuição e achismo.

A esse respeito, o tema cultura data driven tem tudo a ver com a adoção de uma postura mais racional quanto a orientação de uma atividade, por meio da coleta e análise de dados. Tendo essa mentalidade, um empreendimento consegue ser eficiente em suas ações e obter maior crescimento do negócio.

Como o mercado utiliza essa cultura?

Como já mencionado, a cultura data driven representa tamanha importância para garantir uma maior eficiência na tomada de decisão. Por conta disso, no mercado já é comum o emprego dessa estratégia em vários ramos de serviços. Em se tratando da produção de conteúdos para entretenimento, por exemplo, as indústrias de filmes e séries fazem uso dessa ferramenta para encontrar temas que apresentam grande potencial de sucesso dentro do seu público consumidor.

Uma delas que podemos citar é a Netflix que lança vários filmes tendo roteiros, personagens, animações e outros aspectos baseados em análise de dados de produtos que tiveram bom resultado e aceitação. Ao reunir os principais fatores que agradam o público em um filme, as chances de sucesso são praticamente garantidas. Isso demonstra que a cultura data driven é uma ferramenta fundamental para todo e qualquer tipo de negócio.

Como usar a cultura data driven na produção de conteúdos?

Com ferramentas específicas para a obtenção de dados é possível pôr em prática a cultura data driven para a produção de conteúdos. A esse respeito, podemos citar o Google Analytics, Hubspot, CRMs etc. Esses acessórios tecnológicos possibilitam aos gestores empregar a cultura data driven e tornar o negócio mais eficiente. Com o banco de dados, você deve extrair as seguintes informações:

  • qual é, de fato, a necessidade do seu cliente;
  • quando ele quer;
  • qual é o motivo dessa preferência;
  • quais são os seus reais hábitos de consumo;
  • qual é o melhor valor a ser cobrado.

Tendo todos os dados coletados e devidamente avaliados, é possível criar soluções que apresentem grandes chances de serem aceitas pelo público consumidor.

Portanto, essas foram as principais informações acerca de como usar a cultura data driven em atividades como produção de conteúdo. Percebe-se que, ao transformar sua gestão tendo como fundamento a análise de dados, é possível elevar de forma significativa os resultados do seu projeto.

Gostou do artigo? Então confira também nosso post sobre por que as soluções digitais recorrem às vantagens do cloud computing!

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *