Blog / Jornal e Revista Digital / Conheça tudo sobre Mídia Programática
Mídia Programática

Conheça tudo sobre Mídia Programática

A mídia programática é um mecanismo que está revolucionando a publicidade. Com esse modelo, o banner é vendido através de plataformas especializadas que conseguem entender o comportamento do usuário exibindo apenas para quem se encaixa no perfil escolhido pelo anunciante. Isso permite aos anunciantes terem banners mais eficientes com um custo relativamente menor.

Essas ferramentas já estão sendo usadas pelos principais portais de notícias do país, como Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e O Globo.

Como funciona a mídia programática?

A mídia programática funciona de forma diferente das mídias utilizadas na maioria dos sites e blogs. A grande maioria atualmente possui banners pagos por certo patrocinado e este é exibido para todos que visitam o site até que seja trocado pelo próximo.

No modelo antigo, não existe um critério de exibição. Já a mídia programática, trabalha com a segmentação de público para a exibição de determinado banner.

Qual as vantagens da utilização da mídia programática?

  • Melhor performance da campanha
  • Menor desperdício de recursos
  • Otimização em tempo real
  • Negociação direto ao ponto (não necessita do fator humano, diminuindo os passos para a realização da compra)
  • Os compradores decidem o quanto eles estão dispostos a pagar pelas impressões
  • As campanhas atingem os consumidores de acordo com critérios (idade, gênero, intenção de compra e outras informações relacionadas ao perfil de navegação)
  • Com a existência da segmentação de público-alvo, não há dispersão de anúncios em sites aleatórios

O mecanismo de anúncio pragmático possui o seu próprio vocabulário e, dependendo quem vai se aventurar na área, pode confundir pela quantidade de siglas.

Fique por dentro dos principais termos e quais suas definições:

RTB: Sigla para Real Time Bidding, que se refere a compra e venda de impressão de anúncios online em tempo real.

AD Exchange: Plataforma que facilita a compra e venda de inventários de mídias online.

DSP: Sigla de Demand-side plataform. Uma plataforma para auxiliar o comprador, que define na DSP o perfil do usuário e o valor que ele pode pagar por cada perfil.

Ad Network: Empresa ponte entre publishers e DSPs.

SSP: Sigla de Sell Side Plataform. A plataforma auxilia o publisher, que coloca seu inventário em várias Ad Exchange e Ad Networks. O SSP vê todos os inventários em tempo real e se conecta com várias praças do mercado, de forma que exiba a mais interessante no momento.

DMP: Sigla para data management platform. É uma central que agrega dados e informações sobre páginas e sobre a audiência delas.

ATD: Sigla para agency tranding desks. São empresas que fazem a compra da mídia. Possuem conhecimento sobre como comprar e sobre diversas DSPs.

Em pesquisas divulgadas pela eMarketer, os anúncios programáticos para mobile arrecadaram em 2015, 670 milhões de dólares. Em 2016, a quantia chegou em 2,86 bilhões de dólares. Não é a toa que se fala em revolução no modo em que a publicidade é feita hoje. É muito importante que fiquemos atentos as mudanças de modelo de negócio que ocorrem nos mercados que estão próximos a nossa área de atuação.

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!