Blog / Jornal e Revista Digital / Como os jovens estão modificando o consumo de informação?

Como os jovens estão modificando o consumo de informação?

De acordo com o IBGE, o Brasil tem uma população de 55 milhões de pessoas com idade entre os 18 e os 34 anos de idade, os considerados jovens. Tratam-se das gerações Y e Z, nascidos entre meados da década de 1980 até os anos 2000, que têm hábitos próprios para o consumo de informação.

Esses jovens são conhecidos como nativos digitais, ou seja, eles já nasceram ou cresceram em meio a um cenário evolutivo das mídias e das tecnologias, envoltos em uma realidade muito diferente daquela em que seus pais estavam inseridos quando tinham a mesma idade, por exemplo.

A partir dessa realidade, os veículos midiáticos tradicionais, como os jornais e revistas impressos, precisam adotar novas formas de ofertar a informação e de se relacionar com esse público. É necessário compreender os hábitos de consumo e tipos de conteúdo que mais chamam a atenção dos jovens. Veja mais neste post!

Os hábitos de consumo de informação nos dias atuais

Malena Contrera, autora do livro “O mito da mídia: a presença de conteúdos arcaicos nos meios de comunicação”, aponta, em suas pesquisas, que o hábito de ler jornais era tido como algo cultural e que era realizado pelas pessoas diariamente, geralmente pela manhã.

Essa realidade já não acomete os jovens contemporâneos, que não disponibilizam de um horário fixo para consumir notícias e gostam de se informar das hard news instantaneamente.

O consumo de notícias pelas redes sociais ocorre a todo instante e em qualquer local, livres de cabos e fios, por meio dos smartphones e tablets.

Os tipos de conteúdo que mais chamam a atenção dos jovens

Os jovens estão acostumados a ler o hipertexto, ou seja, texto com integração de outros tipos de mídia, como hiperlinks complementares, galerias de fotos, vídeos, infográficos, etc.

A ideia é que o conteúdo também seja disseminado em múltiplas plataformas, como portais de notícias, páginas das redes sociais e aplicativos. Além de ter um texto noticiando um acontecimento, o jornal pode ter um canal no YouTube e trazer reportagens em vídeo que complementem aquilo que está escrito, por exemplo.

O uso de aplicativos para a produção de conteúdo

Os aplicativos de jornais são muito interativos e garantem aos produtores de conteúdo uma excelente oportunidade para engajar novos leitores e também seguir atendendo a demanda do público tradicional, que acompanhou a evolução dos veículos midiáticos.

Por meio dos aplicativos, é possível fazer publicações digitais contendo diversos tipos de conteúdo e possibilitando a interação, incentivando a participação por comentários e meios de interação.

Os jovens estão modificando o consumo de informação e é de responsabilidade do seu jornal acompanhar essa evolução para seguir com relevância de mercado e garantindo uma grande quantidade de leitores, o que é fundamental para conquistar novos anunciantes.

A Maven Inventing Solutions oferece toda a infraestrutura necessária para os jornais e revistas impressos que desejam entrar no mundo digital e conquistar o público jovem. São diversas opções, como o desenvolvimento de aplicativos que farão a diferença junto ao seu público. Ficou interessado? Então entre em contato conosco e saiba mais.

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!