Blog / Publicação Digital / Como a inteligência artificial está mudando a comunicação e a mídia?

Como a inteligência artificial está mudando a comunicação e a mídia?

Gradualmente, a inteligência artificial vem sendo inserida em diferentes atividades do nosso dia a dia. E isso será cada vez mais comum nos próximos anos, modificando a forma como consumimos informações.

Nesse contexto, surge o machine learning — em português, aprendizado de máquina — que visa usar sistemas computacionais para realizar diversas ações, que antes eram desempenhadas por humanos. Isso acontece por meio da análise de dados e o uso de algoritmos programados para concluir determinada tarefa.

Assim, a comunicação e a mídia também foram impactadas pelo avanço desse tipo de tecnologia e já contam com mudanças significativas na área devido a isso.

Se você quer saber como a inteligência artificial está mudando esses setores, continue a leitura do post!

Aplicação de algoritmos

Os algoritmos já fazem parte da rotina de diversas empresas, sendo que eles são usados para identificar interesses, comportamento dos consumidores e outros dados que contribuem para a tomada de decisões dos gestores.

Da mesma forma, os algoritmos de autoaprendizagem são aplicados na comunicação. Um exemplo é a seleção de assuntos e notícias de acordo com o perfil de cada leitor.

Ou seja, a máquina é capaz de identificar quais são os temas mais relevantes para a pessoa e o que ela tem maior interesse em consumir. Isso melhora a experiência com a empresa e otimiza o tempo de leitura.

A expansão da inteligência artificial e dos algoritmos na área é bastante evidente e promete ser uma ferramenta importante para jornais, revistas e portais de notícias, principalmente, pela segurança e otimização do tempo.

Segmentação comportamental

A inteligência artificial também influencia a segmentação comportamental, pois com a análise de dados e informações coletadas a partir das ações dos usuários, é possível determinar uma série de hábitos e interesses. Com isso, as empresas da área de comunicação investem em conteúdos personalizados, adaptando-se as expectativas de cada grupo.

Isso acontece graças ao trabalho com esse recurso tecnológico, que permite a interpretação de dados e uso deles em campanhas, criação de materiais e produção de conteúdo para atender as necessidades individuais dos leitores.

Aplicação de robôs no jornalismo

O uso de robôs para desenvolver atividades em um ambiente de trabalho é uma realidade que já vivenciamos. Na comunicação, eles são utilizados de forma ampla, sendo que essas máquinas são capazes de produzir conteúdos alinhados ao que o público assinante deseja consumir.

Além disso, tarefas manuais que são frequentemente realizadas em jornais já podem ser desempenhadas por robôs e isso, tem otimizado o trabalho dos colaboradores, pois assim fica mais fácil investir tempo e energia em atividades mais específicas.

Dessa forma, o jornalismo tem apostado em máquinas que escrevem notícias diárias, por exemplo. Em grande parte dos casos, há, ainda, uma revisão feita por profissionais, analisando questões técnicas de linguagem. Contudo, a utilização desse recurso possibilita uma maior quantidade de materiais produzidos em um espaço de tempo reduzido.

Como vimos, a inteligência artificial impulsiona várias mudanças na comunicação e na mídia. Principalmente, no universo jornalístico, os recursos da tecnologia são usados para criar um conteúdo personalizado e com maior rapidez.

Isso se torna necessário tendo em vista os novos hábitos de consumo de informação. Portanto, aspectos, como a aplicação de robôs, segmentação comportamental e uso de algoritmos são cada vez mais frequentes no setor.

O que você achou deste conteúdo? Compartilhe este post em suas redes sociais. Fazendo isso, os seus amigos também terão conhecimento sobre o assunto!

Powered by Rock Convert

Cadastre-se para receber conteúdo em primeira mão!